16.02.2017

Blairo Maggi visitou Central da Alta Genetics

Blairo Maggi visitou Central da Alta Genetics

Na última segunda-feira, dia 13 de fevereiro, a Alta Genetics recebeu em sua Central o Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil, Blairo Maggi, e outros sete Ministros de Estado da Agricultura de países africanos de língua portuguesa, além de uma comitiva de representantes de Bangladesh.

Na ocasião, Maggi participou da abertura da “I Conferência Internacional CPLP - Desenvolvimento Econômico e Erradicação da Pobreza por Meio da Agricultura” e afirmou: “Há 50 anos, o Brasil era considerado um país importador de todo tipo de alimento. Hoje, após adquirirmos ciência e conhecimento, somados com força de vontade, já são 150 países para os quais o Brasil exporta desde grãos até alimentos mais elaborados. A previsão é que a safra 2016/2017 colha 209 milhões de toneladas”. 

Após a Conferência, Heverardo Carvalho, Diretor da Alta, apresentou para Maggi todas as dependências da Alta e o REM USP, um dos principais touros, com destaque em sua genética diferenciada.  “O trabalho do Ministro Blairo Maggi tem sido de suma importância para o agronegócio, pois assim como nós da Alta, ele também busca como foco a tecnologia. Uberaba é considerada a capital da pecuária e para a Alta foi um prazer recebê-lo aqui. Precisamos expandir a pecuária em todo o Brasil, pois a inseminação representa apenas 11% em todo o País e para isso contamos com o apoio do ministro”, explica o diretor.  

O ministro também destacou que o Brasil tem chamado a atenção do mundo pela sua alta capacidade de produção de alimentos, na agricultura e na pecuária. Na década de 80 o país utilizava 220 milhões de hectares de terra para 160 milhões de cabeças de bovinos. Hoje, são 160 milhões de hectares de terra para cerca de 220 milhões de cabeças. “Tudo isso é uma conjuntura, através de manejo de pastagens e novas tecnologias, principalmente a genética. Reduzimos o tempo de abate dos animais e aumentamos muito a produção. O Brasil não compra e não vende nada, quem faz isso são as empresas, os agricultores e os pecuaristas e nós precisamos criar as condições para que isso aconteça. Um evento como este, que recebemos vários países em busca da nossa genética, é muito importante”, ressaltou o ministro.

A visita na Alta foi escolhida pelo ministro pela empresa se destacar como a maior central de inseminação da América Latina e uma das mais modernas no País, sendo referência em tecnologia e líder no mercado em que atua. 

Sobre a Alta Genetics
A Alta Genetics é líder no mercado de melhoramento genético bovino do mundo. Com matriz localizada em Calgary, no Canadá, atua em mais de 90 países com nove centrais de coleta: Brasil, Estados Unidos, Canadá, Argentina, Holanda e China. Com 20 anos de história no Brasil, a empresa está sediada na cidade de Uberaba/MG, e tem como missão orientar pecuaristas sobre a melhor maneira de usar a genética aliada ao manejo, nutrição, ambiente, gestão e todos os processos para garantir um animal com todo o seu potencial genético. O compromisso da Alta é criar valor, entregar o melhor resultado e construir confiança com seus clientes e parceiros, em busca do desenvolvimento da pecuária. Mais informações no website: http://www.altagenetics.com.br. 

 

Postado por Alfapress Comunicações | 0 comentários
Marcadores: Pakalolo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...