15.12.2017

Novos caminhos em busca da alta produtividade de soja

Novos caminhos em busca da alta produtividade de soja

A produção brasileira de soja na Safra 2016/2017 foi de mais de 113 milhões de toneladas, segundo a CONAB, com uma produtividade média de mais de 3.300 kg/ha. Apenas atrás dos Estados Unidos, o Brasil avança em tecnologias para ser o maior produtor mundial do grão, posição de destaque que foi conquistada e reforçada nos últimos anos com avanços e tecnologias. 

A Campanha da Fertiláqua “Somos Solo, Somos Sementes, Somos Mais Produtividade” visa conscientizar o setor agrícola sobre dois dos fatores primordiais para uma agricultura mais equilibrada, responsável e produtiva.

Por isso, o cuidado com o solo, por meio do processo de revitalização do solo, que consiga disponibilizar os nutrientes para as plantas de maneira mais eficiente e o uso de sementes de alta qualidade, para que possa expressar todo potencial genético dos materiais, se tornam importantes para aumento da eficiência.

Os avanços tecnológicos são fundamentais no campo. É nesse contexto que surgiu o Programa Construindo Plantas – PCP 360 da Fertiláqua, que reúne em um só conceito solo, sementes e serviços, atento ao ciclo da lavoura, do plantio à colheita, promovendo qualidade, sustentabilidade e rentabilidade. 

O desenvolvimento da cultura da soja é um processo contínuo e interligado, em que cada uma de suas fases cumpre papel importante na produtividade final. Para que a planta se desenvolva de maneira uniforme é preciso estar atento para as fases mais importantes e adotar as práticas de manejo adequadas.

O fato mais importante de tudo isso é que cada um desses componentes é determinado em diferentes fases de desenvolvimento da planta, minimizando fatores que impactam negativamente na produtividade.

A Fertiláqua considera todas as práticas de manejo, a partir do cuidado com o solo, da germinação à emergência das plantas na lavoura, incluindo as etapas de desenvolvimento vegetativo, reprodutivo até o enchimento de grãos, importantes para alcançar a alta produtividade.

O PCP 360 apresenta a tecnologia certa para cada etapa, desde o solo, passando por sementes, desenvolvendo lavouras com alto potencial produtivo, e assim construindo plantas mais eficientes.

Sobre o Grupo Fertiláqua

Um dos maiores grupos de nutrição, fisiologia de plantas e revitalização de solo, a empresa Fertiláqua atua por meio das marcas Aminoagro, Dimicron e Maximus, a linha Longevus no segmento de cana-de-açúcar, e a linha Golden Seeds para sementeiras e produtores de sementes. A companhia pertence ao fundo de investimento Aqua Capital. Com mais de 300 colaboradores e presença em todo o Brasil, e em outros países da América Latina, a empresa investe em pesquisa, tecnologia e inovação. A Fertiláqua conta com a sede administrativa em Indaiatuba/SP, fábricas em Cidade Ocidental/GO e Cruz Alta/RS, um centro de distribuição em Cuiabá/MT, dois Laboratórios de Análise de Sementes (LAS) e dois Centros de Inovação Tecnológica (CIT). O grupo disponibiliza uma iniciativa pioneira, o Programa Construindo Plantas (PCP), com ações específicas em cada fase das culturas, do plantio à colheita, para potencializar o desenvolvimento de plantas mais eficientes, e um solo com melhores qualidades físicas, químicas e biológicas, buscando com isso sistemas com maiores potenciais produtivos e consequentemente rentabilidade. Com o objetivo de reconhecer a qualidade das sementes de soja no mercado brasileiro, foi criado pelo grupo o selo Sementes de Verdade. Mais informações no website: www.fertilaqua.com.  

Postado por Alfapress Comunicações | 0 comentários
Marcadores: Pakalolo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...