28.08.2015

O mundo dos pets, cães e gatos, tem crise? Eles impactam o agronegócio?

O mundo dos pets, cães e gatos, tem crise? Eles impactam o agronegócio?

Por José Luiz Tejon Megido, Conselheiro Fiscal do Conselho Científico para Agricultura Sustentável (CCAS), Dirige o Núcleo de Agronegócio da ESPM

Os cães e gatos comem muito e cada vez melhor. Há uma previsão de termos até 2020 mais de 70 milhões de cães no Brasil, em lares de dolce vita. E mais de 30 milhões de gatos. E essas novas bocas consomem produtos do agronegócio, as rações, raspas de ossos para fazer guloseimas caninas, por exemplo, são subprodutos da bovinocultura.

No Brasil o petbusiness já vale mais de sete bilhões de dólares ao ano. E nos Estados Unidos mais de US$ 30 bilhões. As projeções para este ano são de que com crise ou sem, o setor cresça em torno de 9%. Portanto, o agronegócio não serve apenas para alimentar a crescente população humana, e resolver os famintos do planeta, em torno de um bilhão de seres. Parte cada vez maior segue para saciar com qualidade e sustentabilidade o reino dos animais domésticos.

Bocas caninas e felinas também latem e miam pela ração da soja, do milho, das sobras do arroz e do trigo, da farinha de peixe, e tudo do bom e do melhor. Pets, suas majestades, não mais apenas o sabiá, mas cachorros e o meu gato angorá.

Sobre o CCAS

O Conselho Científico para Agricultura Sustentável (CCAS) é uma organização da Sociedade Civil, criada em 15 de abril de 2011, com domicilio, sede e foro no município de São Paulo-SP, com o objetivo precípuo de discutir temas relacionados à sustentabilidade da agricultura e se posicionar, de maneira clara, sobre o assunto.

O CCAS é uma entidade privada, de natureza associativa, sem fins econômicos, pautando suas ações na imparcialidade, ética e transparência, sempre valorizando o conhecimento científico.

Os associados do CCAS são profissionais de diferentes formações e áreas de atuação, tanto na área pública quanto privada, que comungam o objetivo comum de pugnar pela sustentabilidade da agricultura brasileira. São profissionais que se destacam por suas atividades técnico-científicas e que se dispõem a apresentar fatos concretos, lastreados em verdades científicas, para comprovar a sustentabilidade das atividades agrícolas.

A agricultura, apesar da sua importância fundamental para o país e para cada cidadão, tem sua reputação e imagem em construção, alternando percepções positivas e negativas, não condizentes com a realidade. É preciso que professores, pesquisadores e especialistas no tema apresentem e discutam suas teses, estudos e opiniões, para melhor informação da sociedade. É importante que todo o conhecimento acumulado nas Universidades e Instituições de Pesquisa seja colocado à disposição da população, para que a realidade da agricultura, em especial seu caráter de sustentabilidade, transpareça. Mais informações no website: http://agriculturasustentavel.org.br/. Acompanhe também o CCAS no Facebook: http://www.facebook.com/agriculturasustentavel

Postado por Alfapress Comunicações | 0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...