28.06.2016

Pecuária Sustentável é tema do 47º Café com Sustentabilidade da Febraban

Pecuária Sustentável é tema do 47º Café com Sustentabilidade da Febraban

Os compromissos internacionais assumidos pelo Brasil para reduzir as emissões de gases de efeito estufa têm como componentes-chave a recuperação de pastagens degradadas e o fim do desmatamento ilegal. Realizado na manhã desta terça-feira (28), o 47º Café com Sustentabilidade da Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN) abordou o papel da pecuária sustentável no cumprimento desses objetivos e como o Brasil poderá alavancar a produção pecuária sem agredir o meio ambiente. Fernando Sampaio, Presidente do GTPS, palestrou no evento.

Moderado por Luiz Fernando Amaral, Diretor de Responsabilidade Social Corporativa do Rabobank, o painel contou com a participação de Carlos Tuma Delbin, Gerente Geral de Assessoramento Técnico ao Agronegócio do Banco do Brasil, e do Pesquisador da Embrapa Informática Agropecuária, Eduardo Assad, além de Sampaio.

De acordo com Fernando Sampaio, com a incorporação de tecnologias sustentáveis na produção, a pecuária brasileira consegue suprir com a demanda interna e externa utilizando menos área.  “A previsão é de que em 2030 as áreas de pasto voltadas a pecuária alcançarão 161 milhões de hectares, liberando 17 milhões de hectares para a agricultura, florestas e a restauração florestal prevista no Código Florestal”, comenta.

O pesquisador Eduardo Assad enalteceu a relevância da pastagem bem manejada para atingir os compromissos assumidos pelo Brasil para reduzir as emissões de gases de efeito estufa. “Quando a produção é realizada em um pasto bom, acontece a mitigação da emissão de carbono. O pasto sequestra carbono e fixa no solo, transformando o Gás Metano em Gás Carbônico equivalente. Nosso boi não é produzido em cima de uma placa de cimento. Precisamos analisar todo o ciclo de vida da produção de carne bovina”, diz.
 
Sobre o GTPS
 
O Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (GTPS) é a primeira mesa redonda mundial sobre práticas sustentáveis na cadeia da carne bovina e referência para países como Argentina, Uruguai, México e Austrália. É formado por representantes de diferentes segmentos que integram a cadeia de valor da pecuária bovina no Brasil, entre eles indústrias, organizações do setor, produtores e associações, varejistas, fornecedores de insumos, bancos, organizações da sociedade civil, centros de pesquisa e universidades. O objetivo do GT é debater e formular, de maneira transparente, princípios, práticas e padrões comuns a serem adotados pelo setor, que contribuam para o desenvolvimento sustentável da atividade pecuária, trazendo mecanismos para que ela seja socialmente justa, ambientalmente correta e economicamente viável.
 
Informações:
Site: www.pecuariasustentavel.org.br
Facebook: www.facebook.com/gtpsbrasil
Twitter: @gtps_brasil 

Contatos com a imprensa:
 
Angélica Cortez 
Telefone (19) 2136-3504 
angelica.cortez@alfapress.com.br
 
Thais Frausto                                     
Telefone (19) 2136-3506
thais.frausto@alfapress.com.br 

Postado por Alfapress Comunicações | 0 comentários
Marcadores: GTPS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...