10.06.2016

Concurso Cultural da Alfapress Comunicações

Concurso Cultural da Alfapress Comunicações

Conforme já publicamos aqui, o Concurso de Textos foi uma ação interna realizada entre os colaboradores da agência como uma forma de homenagear o Dia Mundial do Livro. As participações foram muito bacanas e já compartilhamos o texto vencedor. 

Confira abaixo mais um texto, dessa vez escolhemos o da Taísa Selis, a nossa estagiária de Eventos. 

                                       Sem título             
Por Taísa Selis
Distante das notícias semanais, e problemas rotineiros, tocaremos a campainha da resiliência e transbordaremos de reflexões e sentimentos diversos. Vindo de um conceito psicológico emprestado da física, ser resiliente é ter a capacidade de lidar com problemas, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas- como choque e estresse. Talvez, diante de todo o caos, a crise e competição, seja essa uma nova característica que devemos incorporar, não é mesmo?
Não há paciência sem contratempos , nem gratidão sem sofrimento. Não há sorrisos sem lágrimas, nem solução sem problemas. Não há sonhos sem pesadelos, nem vida sem tormento. Não há árvore sem semente, nem borboleta sem casulo. A vida torna-se sem graça sem altos e baixos, pois são com as dificuldades que aprendemos a remar no planeta azul. O segredo não é correr atrás das borboletas, é cuidar do jardim para que elas venham até você.
Augusto Cury, um psiquiatra de grande admiração, resenhou em certo livro, o seguinte parágrafo de reflexão “Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta”.
Muitas vezes escrevemos, falamos ou pensamos não só para o outros, mas para o nosso próprio interior, para fazer as pessoas bem e sentirmo-nos melhor com isso. Palavras têm poder de mudar vidas, modificar pensamentos e adocicar paladares para momentos que realmente valham a pena. Poderia fazer críticas sociais, mas o peso da própria consciência toma conta disso.
É de se pensar que a capacidade de ser resiliente torna-nos mais preparados para enfrentar problemas e sábios para viver. Apensar de tudo no fundo é preciso ter autoconfiança, acreditar em nós mesmos para depois enxergar as mudanças, sem perder a própria essência. Assim pode-se descobrir hoje o que realmente amanhã será relevante.
No livro “Em busca do sentido da vida”, Augusto Cury conta a história de um professor que cria uma máquina do tempo, com amigos, cientistas, na procura de modificar a história, impedindo que milhões de judeus sejam mortos injustamente, na guerra, no comando de um só homem Adolf Hitler. Além de estudar a mente desse líder e tentar entendê-la, ele passou por torturas que ocorriam na época da primeira e segunda guerra, nisso tudo ele estava sozinho, assim era obrigando a dominar a mente para suportar todo aquele caos, demonstrando indiretamente como ser resiliente.
Esses obstáculos que o professor passou, por um sonho em mudar a história dos livros, é o que nós passamos para sobreviver no caótico mundo capitalista. Somos bombardeados todos os dias com dificuldades, problemas, e desafiados a dominar pensamentos e emoções, pois esses são os verdadeiros comandos de nosso corpo. Pode transformá-los em Adolf Hitler ou na esperança de Mandela-que depois de preso em um regime de segregação racial foi eleito presidente da África do Sul, quando solto, passando a ser considerado o grande líder da África negra, ganhou o Prêmio Nobel da Paz. Assim, cabe a cada um escolher o líder do próprio pensamento, para escrever uma nova história. Então, não perca tempo, procure logo um título para o artigo da sua vida.

 

Postado por Alfapress Comunicações | 0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...