15.02.2019

Dicas para potencializar releases

Dicas para potencializar releases

Na assessoria de imprensa digital, conhecer técnicas de SEO e saber como aplicá-las no dia a dia é fundamental para ser um profissional eficiente e diferenciado. Uma das formas de potencializar a rotina com as estratégias de otimização é incluí-las na elaboração de releases.

Selecionamos 3 dicas de como potencializar seus releases utilizando técnicas de SEO.

  1. PALAVRAS CHAVE

O primeiro princípio das técnicas de SEO é a escolha das palavras-chave. Elas precisam ter relação com o assunto do release e devem ser relevantes para o meio digital. Isso vai permitir que, caso seu texto seja publicado na internet, as pessoas consigam encontrá-lo quando procurem por esse termo no Google.

Para dar esse primeiro passo, tenha em mente o assunto que você irá abordar no release. Com essa decisão, você pode partir para a pesquisa de palavras-chave.

É importante que você entenda que a escolha da palavra central do release não é algo arbitrário. Para o meio digital, é fundamental lembrar do termo relevância.

Vivemos na era da cultura da informação; temos uma quantidade incontável de conteúdos à disposição. Então, para que as pessoas encontrem seu cliente na internet, você precisa saber quais são os termos mais pesquisados pelos usuários.

Como fazer isso? O Google te ajuda nesta missão. O Google trends, por exemplo, mostra quais os termos mais pesquisados do momento – relacionados ao assunto procurado por você. O Google Adwords, por sua vez, mostra a quantidade de pesquisa das palavras escolhidas.

  1. HABILIDADE COM A ESCRITA

Depois de escolher a palavra-chave de seu release, chega o momento de escrever o texto. Nesta hora, você precisa ser um profissional habilidoso e perspicaz, para evitar que o termo principal seja utilizado com exagero.

Não esqueça que o termo se chama palavra-chave por uma razão. Ele serve para que os algoritmos do Google entendam sobre o que é o texto. No entanto, repetições em excesso reduzem a potencialidade do material, tornam o conteúdo cansativo para o leitor e fazem o mecanismo de busca entender que você apenas se preocupou em aparecer no sistema – e esqueceu da experiência do usuário.

Assim, seja perspicaz e saiba quais os momentos corretos para utiliza a palavra-chave. Lembre-se dos sinônimos. Eles substituem o termo principal e enriquecem o texto.

Caso dê aquele branco na criatividade, você pode contar com a ajuda do Dicionário Criativo. Ele funciona como aquele ombro amigo para encontrar sinônimos e palavras simples para completar o texto. 

  1. CONTEÚDO DE QUALIDADE

Vivemos em uma era digital e de abundância de conteúdo. Se você fizer uma pesquisa no Google pelo termo “assessoria de imprensa”, por exemplo, diversos materiais vão estar disponíveis para consulta. Então como escolher o melhor? A resposta é simples: conteúdo de qualidade.

Se isso vale para textos que encontramos na internet, imagine para a elaboração de releases – textos que vão ser disparados para jornalistas em meio a uma rotina atarefada. Você precisa lembrar que não faltam pautas para os profissionais dos veículos noticiosos apurarem. Então, dê o seu melhor para enviar algo diferente e que aguce a curiosidade pela leitura.

Além disso, a preocupação por elaborar conteúdo de qualidade não vai beneficiar somente o disparo dos releases, mas a publicação deles. Muitos jornais (por causa dos deadlines curtos) acabam reproduzindo o texto enviado pelo assessor de imprensa. Se o material for rico, vai acabar interessando os leitores.

E há mais um bom motivo para você investir em conteúdos ricos e úteis para seus releases: SEO. O algoritmo do Google valoriza textos que são úteis para o leitor. Afinal, a experiência do usuário é aspecto essencial do ranqueamento a partir da otimização de textos.

Aqui consideramos como conteúdo de qualidade textos, fotos, áudios, vídeos e infográficos. Formatos que podem atrair a atenção dos jornalistas e do público de interesse.

 

Postado por Alfapress Comunicações | 0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...