30.04.2020

Gestão de Crises

Gestão de Crises

 

Gestão de Crises

O maior desafio da Comunicação é o gerenciamento de crise. Quando empresas têm que administrar situações, onde a reputação é colocada à prova, comunicar da maneira correta é vital. No entanto, nem todas as empresas conhecem ou investem nesse tipo de gestão. O que é uma falha gravíssima! Afinal, o prejuízo financeiro de uma crise pode aumentar consideravelmente dependendo da reação da empresa.

Mas existe algo que podemos fazer para nos ajudar: compartilhar experiências e boas práticas. Foi pensando nisso que decidimos falar sobre gestão de crises e sua importância para as empresas. 

 

O que é gestão de crises?

A gestão de crise trata-se de um conjunto de ações que visa prevenir o acontecimento de um evento perigoso, e assim preparar a empresa para lidar com essa situação. O objetivo é reduzir os prejuízos financeiros e os danos causados à reputação da marca. 

Para isso, é preciso realizar um trabalho preventivo e reativo. Na prevenção, a empresa busca antever problemas que podem acontecer com seus produtos. Igualmente, define as diretrizes a serem seguidas caso o problema aconteça.

As atividades de reação por sua vez, acontecem quando a crise já está instalada e precisa ser gerenciada imediatamente. As empresas que fizeram o trabalho preventivo seguem as orientações estabelecidas. Caso não haja uma protocolo a ser seguido, então é necessário contratar uma assessoria especializada em gestão de crises para lidar com o problema.

 

Por que a gestão de crises é importante para empresas?

A gestão de crises é essencial para que as organizações consigam lidar com os imprevistos que acontecem dentro ou fora da empresa. É importante frisar que não trata-se de ser pessimista, mas de encontrar modos de minimizar os prejuízos causados por eventos inesperados.

Ao antever problemas e preparar planos de gestão de crises, a organização reduz consideravelmente as chances de danos à marca. 

 

Como fazer uma boa gestão de crise?

Primeiramente, vamos falar o que deve ser feito para que o gerenciamento de crise seja realmente eficaz. 

 

Defina o problema

Tenha clareza sobre o que está acontecendo. Entenda o problema em sua plenitude, de modo a saber como enfrentá-lo.

 

Levante informações 

Este é o momento de verificar os fatos, descartar boatos, conversar com quem for diretamente responsável pelo problema e entender o acontecido a fim de melhor definir o que será feito.

 

Centralize a comunicação

A pessoa indicada para falar é o porta-voz da organização. Tal medida se faz indispensável para minimizar informações desencontradas. Vale ressaltar que o porta-voz deve ser capacitado para ter a postura correta saber a melhor maneira de responder perguntas.

 

Defina estratégias de mídia

Para que tudo seja bem comunicado e para o público certo, avalie qual a mídia mais adequada para atuar, conforme a demanda de crise.

 

Fale diretamente com os afetados

Esta é a hora de mostrar preocupação genuína com os envolvidos, ouvir as queixas, esclarecer as dúvidas e mostrar o que está sendo feito para solucionar o problema.

 

Mantenha uma rotina

A organização não deve parar enquanto se gerencia uma crise. É importante lembrar que a área de relacionamento, linha de frente com o cliente, deve ser imediatamente preparada para responder à crise.

 

 

Pós-crise

Passada a crise, depois de todo o desgaste sofrido, tenha em mente que o trabalho ainda não terminou. Esse momento serve para analisar e refletir, com base nos dados coletados, os pontos positivos e negativos causados pela crise, seus reflexos na opinião dos clientes, os processos criados, e ainda, melhorar o planejamento.

 

E você, tem alguma boa prática que você adotou e tem funcionado bem? 

Compartilhe conosco nos comentários! Você pode ajudar outras pessoas também 🙂

 
Postado por Alfapress Comunicações | 0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...